Plano Safra 2023/2024: aporte visa aproximação do Governo Federal com o setor

O Plano Safra Empresarial para os anos de 2023 e 2024 foi anunciado hoje pelo Governo Federal. Em uma tentativa de se aproximar do setor, os recursos disponibilizados chegam a ordem de R$364,2 bilhões.

Por meio de nota, a Frente Parlamentar da Agropecuária disse que há de se reconhecer o esforço do governo, mas que as taxas de juros ainda são um ponto a se levar em consideração antes de analisar se de fato o plano funciona para o setor.

Confira!

R$ 364,22 bilhões é o valor disponibilizado para apoiar a produção agropecuária de médios e grandes produtores rurais.

Taxas de juros

As taxas de juros para custeio e comercialização serão de 8% ao ano para os produtores enquadrados no Pronamp e de 12% a.a. para os demais produtores.

Já para investimentos, as taxas de juros variam entre 7% a.a. e 12,5% a.a., de acordo com o programa.

De acordo com o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, Pedro Lupion, a grande questão ainda é o valor destinado para a equalização de taxa de juros, valor que realmente entra na conta para oferecer juro menor ao produtor rural, ou seja, quanto o governo vai disponibilizar para essa equalização. É necessário ter essa informação para saber se efetivamente o plano atende o setor ou não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar Mensagem
1
TIRE SUAS DÚVIDAS
Olá, tudo bem? Para que possamos melhor te atender, me conta qual seu nome e como podemos lhe ajudar? Não cobraremos qualquer valor nesta consulta!