A importância do compliance no agronegócio

O setor do agronegócio desempenha um papel fundamental na economia ,impulsionando o crescimento de diversos países. E, para prosperar de maneira sustentável e manter-se em conformidade com as leis e regulamentos vigentes, é necessário colocar atenção no COMPLIANCE.

Alguns pilares são fundamentais para essa implementação, que exerce influência tanto no funcionamento de forma ética, legal e sustentável, quando na parte de investimentos, afinal as instituições financeiras estão cada vez mais atentas à conformidade das empresas em que investem.

Ao implementar um programa de Compliance efetivo, a empresa se tornará mais atraente para investidores, além de abrir portas para parcerias estratégicas com outras empresas comprometidas com a ética nos negócios.

Os principais pilares são:

Conformidade legal: As empresas do agronegócio devem cumprir integralmente as leis, regulamentos e normas aplicáveis às suas atividades. Isso inclui a legislação ambiental, trabalhista, sanitária, tributária, entre outras. O conhecimento e o monitoramento contínuo dessas exigências são essenciais para evitar riscos legais e prevenir práticas não conformes.

Governança corporativa: A governança corporativa é um pilar fundamental para o compliance no agronegócio. Envolve a definição de estruturas e processos de tomada de decisão, a clareza de papéis e responsabilidades, a transparência na gestão e o fortalecimento dos mecanismos de controle interno. Uma boa governança contribui para mitigar riscos e garantir a conformidade com as políticas e diretrizes estabelecidas.

Ética e integridade: A adoção de princípios éticos e a promoção de uma cultura de integridade são fundamentais no compliance do agronegócio. Isso implica na adoção de valores como honestidade, respeito, equidade e responsabilidade. A implementação de códigos de conduta e ações de treinamento e conscientização dos colaboradores são medidas que auxiliam na disseminação desses valores.

Gestão de riscos: O gerenciamento de riscos é um pilar-chave para o compliance no agronegócio. Envolve a identificação, avaliação e mitigação dos riscos operacionais, financeiros, legais, reputacionais e ambientais. É importante estabelecer políticas e procedimentos para lidar proativamente com os riscos, minimizando potenciais impactos negativos nas operações e na imagem da empresa.

Monitoramento e controle: O compliance requer um sistema eficiente de monitoramento e controle das atividades no agronegócio. Isso inclui a implementação de processos de auditoria interna, revisão periódica de procedimentos, monitoramento do cumprimento das políticas e regulamentos, bem como a adoção de canais de denúncia para a identificação e tratamento de irregularidades.

Sustentabilidade: O agronegócio sustentável é um pilar cada vez mais relevante no compliance. A adoção de práticas ambientalmente responsáveis, como o uso racional de recursos naturais, a conservação da biodiversidade e a gestão adequada de resíduos, é essencial. Além disso, aspectos sociais, como o respeito aos direitos trabalhistas e a promoção do desenvolvimento local, devem ser considerados.

Qualquer dúvida, entre em contato com o nosso time!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar Mensagem
1
TIRE SUAS DÚVIDAS
Olá, tudo bem? Para que possamos melhor te atender, me conta qual seu nome e como podemos lhe ajudar? Não cobraremos qualquer valor nesta consulta!